Pagamento de multas eleitorais já pode ser feito on-line, por PIX ou cartão de crédito

A Justiça Eleitoral tem uma nova ferramenta para facilitar a vida das eleitoras e eleitores e agilizar o atendimento e os trabalhos nos cartórios. É o PagTesouro, uma maneira descomplicada de quitação de multas eleitorais por ausência às urnas ou aos trabalhos como mesário. Com o PagTesouro, pagamento das multas pode ser feito on-line, por PIX ou cartão de crédito. O novo serviço já está disponível desde 16 de setembro.

O PagTesouro é uma plataforma digital de recolhimento de valores à Conta Única do Tesouro Nacional. É uma espécie de versão digital da Guia de Recolhimento da União – GRU e visa simplificar o recolhimento de multas pelos eleitores, já que o pagamento pode ser feito em diversas instituições financeiras, sem necessidade de ir a uma agência bancária. Além disso, a confirmação da transação é instantânea.

Anteriormente, o pagamento era feito apenas por meio de GRU que podia ser paga somente em agências do Banco do Brasil. A compensação era registrada após 48h.

 

O que muda na rotina dos cartórios

 

Além de agilizar os procedimentos, a nova funcionalidade quase não influenciará a rotina dos cartórios. A rotina de emissão de relatórios e registros de pagamentos atualmente estabelecida em cada cartório pode ser mantida sem prejuízo às eleitoras e eleitores.

 

 

Exibição de comprovante no sistema ELO

 

A comprovação do pagamento é simples e rápida. Poucos segundos após o pagamento, será exibido automaticamente, no Sistema ELO, um pré-comprovante que informará a data, hora e o meio de pagamento utilizado. Após 48h úteis, em média, o pré-comprovante será substituído automaticamente por um comprovante de pagamento de GRU Digital.

O pagamento realizado de forma on-line, que pode ser feito pelo site do TRE e pelo Título NET,  é comunicado automaticamente à Justiça Eleitoral, sem necessidade de os eleitores enviarem um comprovante.

Confira o Guia Rápido do PagTesouro, com o passo a passo completo.

 

PagTesouro na Justiça Eleitoral

 

A adoção do PagTesouro pela Justiça Eleitoral foi determinada pelo TSE e aconteceu de forma gradual. A implantação começou em julho e termina no dia 28 de setembro. Ao longo desse período, foi avaliada a performance do sistema, para possibilitar a implementação de melhorias.

A motivação para a adesão à ferramenta foi a possibilidade de oferecer melhores serviços ao cidadão, de maneira mais célere, segura e menos burocrática.

A Coordenadoria de Comunicação (CCS) já está preparando material de divulgação sobre a nova ferramenta para o público externo do TRE.

Confira o FAQ PagTesouro, produzido pelo TSE, informações detalhadas da nova ferramenta.