Cine-Café de agosto vai falar sobre capacitismo

Na próxima terça-feira (31), às 18h, será realizada mais uma edição do projeto Cine-Café. O evento irá discutir o tema capacitismo, uma forma de discriminação contra pessoas com deficiência.

 

O filme selecionado para promover essa discussão é “Crisálida”, um curta-metragem nacional.  A transmissão vai ocorrer no canal do TRE no YouTube e também no sistema Moodle, para possibilitar a certificação e aquisição do adicional de qualificação (AQ).

 

Para debater sobre o tema, teremos a bacharela em Direito pela Escola Superior Dom Helder Câmara e ativista pelos direitos das pessoas com deficiência, Isadora Nascimento. É também pós-graduanda em Cidadania e Direitos Humanos no Contexto das Políticas Públicas pela PUC Minas e em Advocacia Feminista e Direitos da Mulher pela Faculdade Legale.

 

O outro participante convidado é o juiz do Tribunal de Justiça da Bahia Pablo Stolze. Mestre em Direito Civil pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), ele é também professor da Universidade Federal da Bahia (UFBA), autor e coautor de várias obras jurídicas. Membro da Academia de Letras Jurídicas da Bahia, do Instituto Brasileiro de Direito Contratual e da Academia Brasileira de Direito Civil.

 

O evento terá como mediadora a analista judiciária do TRE Wendelaine Cristina Correia de Andrade Oliveira. Mestranda em Direitos e Garantias Fundamentais no Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade de Itaúna,  integra o Grupo de Pesquisa “Processo Eleitoral Democrático: Inclusão e Visibilidade” da Universidade de Itaúna.

 

Saiba mais sobre o capacitismo

O capacitismo é uma forma de discriminação que atinge milhares de pessoas com deficiência e que, infelizmente, faz parte da cultura contemporânea de nossa sociedade, uma vez que foram naturalizadas, ao longo dos anos, diversas práticas preconceituosas contra esse grupo de pessoas.

 

O filme “Crisálida”

O filme selecionado para promover essa discussão é “Crisálida”, um curta-metragem que se destaca por ter sido a primeira produção nacional em que os recursos de acessibilidade estão no contexto principal do filme, e não como elementos acessórios. Em algumas cenas, atoras e atores, por exemplo, conversam usando a linguagem de sinais.

 

 

Programe-se:

 

Data: 31 de agosto

Horário: 18h

Transmissão: Canal do TRE-MG no YouTube e no sistema Moodle (para possibilitar a certificação e aquisição do AQ por servidores do TRE-MG).