Crianças de Diamantina aprendem sobre cidadania em eleição simulada

Estudantes de escolas públicas da cidade participaram de um processo eleitoral fictício

Em primeiro plano, menino vota na urna eletrônica. Ao fundo, várias crianças com uniforme de esc...

O Mercado Velho da cidade histórica de Diamantina, inaugurado em 1835, carrega 187 anos de memórias. No dia 05 de setembro, cerca de 2.500 crianças escreveram mais um capítulo nessa história. Afinal, o local foi a sede da Eleição do Futuro!

Durante cerca de um mês, as crianças de 23 escolas da rede pública estadual e municipal de Diamantina estiveram envolvidas em um processo eleitoral: o do Eleitor do Futuro. Quatro instituições de ensino lançaram seus partidos políticos fictícios. As crianças se filiaram aos partidos. Cada partido fez a sua convenção para escolher os candidatos, e eles criaram os respectivos planos de governo. As crianças fizeram propaganda eleitoral e participaram de debate transmitido pela TV local.

Essa foi a terceira edição do projeto na cidade. A chefe do cartório eleitoral da 101ª Zona Eleitoral e idealizadora do projeto, Nágila Aguiar, conta que a intenção é “preparar desde cedo esses alunos para crescerem como cidadãs e cidadãos conscientes”. Além dos candidatos, algumas crianças atuam como mesárias e mesários e as demais participam como eleitoras e eleitores.

Assista à reportagem em vídeo sobre o Eleitor do Futuro – Diamantina.

Eleição

A eleição do dia 05 de setembro contou com a empolgação de todos os envolvidos, desde os alunos aos professores e à equipe do cartório eleitoral. Além de 20 urnas eletrônicas usadas na votação, o projeto contou com show de música infantil, pipoca, algodão doce e pintura facial para completar a festa da democracia.

O dia da eleição começou cedo. Cada urna foi operada por uma dupla de “mesários do futuro” que conferia o título eleitoral (sem validade legal) que cada “eleitor (a)” apresentava para votar. Os cargos disputados foram os mesmos das eleições gerais que ocorrerão em 2 de outubro: dois deputados federais, dois deputados estaduais, um senador, o governador e o presidente.

No final da tarde, os votos foram totalizados pela junta apuradora. O resultado foi amplamente comemorado pelos alunos e professores da Escola Municipal de Sopa, que concorreu como Partido dos Esportes e elegeu sete candidatos. Entre eles, o presidente, Luiz Otávio Santos de Souza, 11 anos, que concorreu como candidato “Futebol”. Muito emocionado, ele contou que “gostaria que as pessoas tivessem mais dignidade e fossem mais felizes.”

A diplomação dos eleitos foi feita pela juíza da 101ª Zona Eleitoral, Caroline Rodrigues de Queiroz, e pela juíza auxiliar da Vice-Presidência e Corregedoria Regional Eleitoral, Roberta Rocha Fonseca. “O projeto serve para estimular a consciência coletiva dos eleitores do futuro para que eles possam atuar como multiplicadores junto às famílias, aos vizinhos, e aos professores. Assim contribuindo para criar nessas pessoas a consciência do eleitor e do candidato compromissado com a democracia e com o bem coletivo”, destacou a juíza Roberta.

Crianças seguram diplomas

Parcerias externas

O projeto de Diamantina contou com o apoio da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM). Sob a supervisão da vice-diretora da Faculdade Interdisciplinar em Humanidades (FIH), Teresa Cristina Vale, e do coordenador do curso de Bacharelado em Ciências Humanas, Davidson Ramos, um grupo de alunos acompanhou as crianças em todas as etapas do projeto.

A vice-diretora explicou que “juntamente com o professor Davidson, e mais sete alunos da Universidade, trabalhamos com os alunos das quatro escolas participantes do projeto que lançaram candidatos. Durante um mês essas crianças participaram de debates e discussões e, através da propaganda nas demais instituições de ensino, levaram a consciência política para os alunos das outras escolas”.

O projeto

O projeto Eleitor do Futuro, da Escola Judiciária Eleitoral de Minas Gerais, promove ações voltadas ao público externo, principalmente estudantes do ensino fundamental e ensino médio, com o objetivo de estimular o exercício dos direitos políticos das cidadãs e cidadãos e fomentar o conhecimento sobre o processo eleitoral. Ele se divide em três eixos: Zonas Eleitorais, Inovação e Multiplicadores.

As escolas interessadas em realizar uma dinâmica com os alunos podem fazer a solicitação à Escola Judiciária Eleitoral por meio de formulário disponível no site do TRE.

1/ Galeria de imagens

Siga-nos no Twitter e no Instagram.

Curta nossa página no Facebook.

icone mapa

Endereço e telefones do tribunal:
Sede do TRE-MG: Av. Prudente de Morais, 100 - Cidade Jardim- Belo Horizonte -MG- 30380-002 -Brasil - Tel: (+55-31) 3307-1000 / 3307-1600
E-mail protocolo: sprex@tre-mg.jus.br
Disque Eleitor (+55-31) 2116-3600 ou 148 - de segunda a sexta, das 7h às 19h

Icone horário de funcionamento dos protocolos

Atendimento ao eleitor - de segunda a sexta, das 8h às 17h
Atendimento Protocolo Judicial - de segunda a sexta, das 9h às 19h
Em casos específicos, consulte o setor de interesse
Consulte os endereços de atendimento ao eleitor

Acesso rápido