Nova logomarca do Ouvidoria do TRE-MG - em 10/09/2019

O Ouvidor tem a função de defender os direitos e garantias fundamentais do cidadão e promover o aprimoramento dos serviços prestados pela Justiça Eleitoral por meio do recebimento de reclamações, denúncias, sugestões e elogios.

Ouvidora: Claúdia Aparecida Coimbra Alves

Acesse o formulário abaixo e faça a opção desejada: 


Outras formas de contato:

- Telefone: (31) 3307-1160

-  WhatsApp

-  Carta pré-selada (disponíveis nos cartórios eleitorais), inclusive podendo optar pelo recebimento da resposta por esse canal.

Atenção: É necessária a identificação do solicitante ao registrar a sua manifestação. No caso de solicitações, denúncias, reclamações e elogios, o cidadão pode optar por manter em sigilo seus dados pessoais.

A manifestação também pode ser feita pessoalmente na sede da Ouvidoria, no horário de 7h às 19 horas, na Rua Bernardo Mascarenhas, 317, Cidade Jardim, Belo Horizonte (como chegar).

Solicitações de acesso à informação podem ser encaminhadas através de correspondência postal destinada à Ouvidoria do TRE-MG na Rua Bernardo Mascarenhas, 317 – Cidade Jardim – Belo Horizonte/MG – CEP: 30380-010

Observações:

- Se o interessado preferir, os esclarecimentos podem ser disponibilizados em meio físico, seja por correspondência postal ou mediante retirada na sede da Ouvidoria.

- Quando a situação econômica do solicitante não lhe permitir arcar com os custos do envio por correspondência postal dos esclarecimentos em meio físico ou dos materiais utilizados sem prejuízo do sustento próprio ou da família, declarada nos termos da Lei nº 7.115/1983, ser-lhe-á concedida a isenção de tais despesas.

Observações:

- Se o interessado preferir, os esclarecimentos podem ser disponibilizados em meio físico, seja por correspondência postal ou mediante retirada na sede da Ouvidoria.

- Quando a situação econômica do solicitante não lhe permitir arcar com os custos do envio por correspondência postal dos esclarecimentos em meio físico ou dos materiais utilizados sem prejuízo do sustento próprio ou da família, declarada nos termos da Lei nº 7.115/1983, ser-lhe-á concedida a isenção de tais despesas.