Conversando sobre o PETRE: entenda a importância do planejamento para o dia a dia do Tribunal

O Planejamento Estratégico do Tribunal (PETRE 2021-2026) já está valendo. Agora, temos uma nova Missão, Visão de Futuro, Valores institucionais e Objetivos Estratégicos a serem trabalhados ao longo dos próximos seis anos. Mas qual a importância do PETRE no nosso trabalho do dia a dia?
A Coordenadora de Gestão Estratégica do Tribunal, Ana Márcia Passarini, e o Chefe da Seção de Planejamento e Estatística (SEPLE), Breno Machado, explicam o que é o PETRE e a importância dessa ferramenta para a instituição.

 

Qual a importância do PETRE para o dia a dia das pessoas que trabalham no Tribunal? 

“O Planejamento Estratégico é o principal direcionador para as ações do Tribunal, ou seja, indica “aonde devemos ir”, o que devemos alcançar.

Dentre todas as grandes ações e realizações que devemos levar à frente nos próximos anos, as principais devem estar refletidas nos nossos objetivos, indicadores e metas, observando sempre nossa razão de existir (missão), nossos valores e nossa visão de futuro.

Fazendo um paralelo com nossa saúde, seria, por exemplo, termos como objetivo estratégico ter boa saúde e envelhecer bem e, para isso, investirmos em boa alimentação, controle médico e atividades físicas frequentes. Ou seja, planejar significa agir com propósito”.

 

Como o PETRE funciona na prática? Onde estamos? Para que servem os indicadores e como eles são utilizados? 

“Na prática, o PETRE deve funcionar como uma grande ferramenta para que a gestão do Tribunal possa acompanhar se o que foi definido como objetivo para os próximos 6 anos está sendo alcançado, se são necessárias mudanças de rumo, adequações, etc.

Voltando ao paralelo com a saúde, devemos fazer exames periódicos (indicadores) para avaliar se estamos mantendo ou melhorando nossa saúde ao longo dos anos.

Como os indicadores do PETRE 2021-2026 somente serão mensurados a partir de 2022, atualmente estamos construindo a forma como algumas medições irão ocorrer e planejando ações que já poderão ser implementadas no ano que vem.

Os indicadores servem, portanto, como um painel de controle. Quando estamos viajando, por exemplo, ficamos de olho nos "indicadores" para saber se estamos respeitando o limite de velocidade, se estamos chegando no destino, se temos que fazer alguma manutenção no veículo. Nossos indicadores também são assim, nos avisam como estamos caminhando e se estamos no caminho certo!”

 

Por que é importante para o Tribunal ter definidos missão, visão de futuro e valores? 

“Para que todos tenham sempre em mente nossa razão de existir como instituição (missão), para que todos  percebam aonde queremos chegar daqui a alguns anos (visão) e para que tenhamos sempre em mente os valores que não podemos deixar de lado nunca nessa busca”.

 

Como os servidores podem participar efetivamente das ações relacionadas ao Planejamento Estratégico? 

“Primeiramente, entendendo a importância dessa ferramenta e ajudando na sua divulgação, tanto interna quanto externamente.

Depois, entendendo que todas as nossas ações, enquanto servidores, devem ser focadas na busca dos nossos objetivos. Todas as ações realizadas no Tribunal, do atendimento no balcão ou Disque-Eleitor, passando pela realização da eleição e chegando à diplomação, impactam de alguma forma nossos resultados e são, portanto, essenciais.

Pensando diretamente no Planejamento, estamos sempre em busca de aprimoramento e adequações que tornem a ferramenta mais próxima do nosso propósito e com avaliações que tragam efetiva possibilidade de melhoria, então, no dia a dia, qualquer contribuição nesse sentido é muito bem-vinda!”