Notícias do TRE - 16 de março

Equipe da CAS presta esclarecimentos sobre medidas contra o Coronavírus

A Coordenadoria de Atenção à Saúde (CAS/SGP) atualizou, na última sexta-feira (13), o material informativo que contém os cuidados para prevenção frente à doença provocada pelo novo Coronavírus (COVID-19). O Comunicado nº 11/2020 da DG trouxe alguma dessas atualizações, que obedecem a protocolos do Ministério da Saúde, da Secretaria Estadual de Saúde e da Organização Mundial de Saúde.

A Comunicação esteve com a equipe da CAS para esclarecer estes e outros pontos sobre o novo Coronavírus. Conversaram conosco a titular da CAS, Déborah Maciel Corrêa, e os médicos do Tribunal, Bernardo Lisboa Tambasco e Vitor Tadeu Vaz Tostes. Confira a entrevista:

1. Como se dará o afastamento de servidores que apresentarem sintomas respiratórios e/ou febre, mas que não tenham chegado de viagem internacional nem tiveram contato com casos suspeitos?

Bernardo – Não vai ter avaliação física presencial, vai ficar por conta da autodeclaração do servidor.

Déborah – Os servidores devem entrar em contato com a Sameo dizendo que estão com esse quadro. É a autodeclaração. Porque nesse momento, por essas medidas de segurança, para evitar que a pessoa venha, para não confundir com os sintomas de outros casos, gerar mais dúvidas nas pessoas, ela vai declarar e assinar um termo, orientada pela Sameo, de que ela está com aquele quadro. Esse é o procedimento.  

2. Mesmo que a pessoa não tenha febre ela precisa se afastar?

Bernardo – Sim, mas não é qualquer nível de sintoma. Por isso o servidor deve entrar em contato, para avaliarmos a quantidade e a gravidade dos sintomas.

Vitor – Até que se conheça de fato o comportamento da doença aqui em Minas e visando à prevenção dos servidores, optou-se, tanto a área técnica quanto à administração do Tribunal, por um critério mais flexível. 90% dos casos tem febre, mas considerando a delicadeza da questão e as peculiaridades da casa, optamos por isso.

3. Por que não se recomenda o uso de luva nos atendimentos?

Bernardo – A contaminação se dá por contato com mucosas, mão contaminada em boca, olho, nariz. A luva é só mais um mecanismo para contaminar o ambiente e a si próprio. Você tem a sensação de proteção, mas na hora de tirar e jogar a luva fora vai servir como objeto de perpetuação da contaminação. Ela não protege.

Vitor – Às vezes, a pessoa com essa falsa sensação de que está se protegendo, ela esquece do básico, que é lavar as mãos, evitar levar as mãos ao rosto e às mucosas. É um ponto que não há controvérsias no meio médico, nessa questão específica.

4. E por que também não se deve utilizar a máscara?

Bernardo – A máscara, além das mesmas questões da luva, perde a função de barreira depois de um tempo. A própria respiração da pessoa vai umidificando a máscara e, passado o tempo, ela perde a função de barreira. A máscara cirúrgica, a mais comum, ela serve para os sintomáticos como barreira para não transmitir para o ambiente. A pessoa que está saudável não vai ter essa proteção. Na hora que saem da boca as gotículas são mais espessas e o filtro da máscara consegue filtrar adequadamente. Saiu para o ambiente, as gotículas vão diminuindo de tamanho e a máscara não consegue mais filtrar.

5. O álcool gel 70% mata o vírus?

Bernardo – Mata. O 70 é eficaz.

Deborah – É o que está sendo recomendado por todos os órgãos.

Vitor – O Tribunal está tentando prover o álcool gel a todos, mas é muito importante enfatizar que uma boa e correta lavagem das mãos é igual.

6. Existe uma explicação técnica para a recomendação de se evitar o uso do ponto biométrico?

Vitor – A mão não deixa de ser um veículo, assim como a luva funciona. Aquilo ali acaba sendo um belo meio para transmissão. O sujeito quando sobe a escada ou o elevador tem uma coceirinha no olho, imagina! O Tribunal está tentando ser até excessivo um pouco, visando a questão da sua força de trabalho. O vírus temporariamente fica em superfícies.

7. Há algum cuidado especial com o ambiente de trabalho?

Bernardo – É importante manter a higienização de superfície, do material de uso coletivo, mas a higienização é normal. O coronavírus se inativa com o hipoclorito de sódio, com os produtos de limpeza normais.

.....................................................................................................................................................................

SGP publica decisão sobre impugnações às listas de classificação

Estão disponíveis na intranet, na página da Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP), a decisão das impugnações às listas de classificação do concurso de remoção para os cargos de Técnico Judiciário – Área Administrativa (Edital nº 8/2019) e de Analista Judiciário – Área Judiciária (Edital nº 12/2019).  

.........................................................................................................................................................................

Curso sobre sistemas eleitorais está com inscrições abertas

A partir de 12h30, os servidores dos cartórios eleitorais podem se inscrever, no Portal do Conhecimento do TRE, para o curso a distância “Introdução aos Sistemas Eleitorais e Urna eletrônica e Uso da Solução JE-Connect para Transmissão Remota”. Conforme informações do Comunicado nº 5/2020 da EJEMG, as aulas fornecem conceitos e noções básicas sobre o processo eleitoral e a integração dos sistemas, preparando os participantes para futuras ações de capacitação relacionadas a ferramentas e procedimentos da eleição de 2020.

A atividade, desenvolvida pela Escola Judiciária (EJEMG) juntamente com a Secretaria de Tecnologia da Informação (STI), tem início na próxima quarta-feira (18) e vai até dia 14 de abril. Ela funciona como pré-requisito para os servidores que irão participar dos cursos de preparação para as eleições 2020.

Inscreva-se até esta terça-feira (17). Todos os cartórios precisam participar do curso, não havendo restrição de servidores. Quaisquer dúvidas referentes à inscrição deverão ser encaminhadas exclusivamente por SOS para a Seção de Mídias Educacionais (SEMED/EJEMG). 

.........................................................................................................................................................................

Novos valores de contribuição previdenciária

A Coordenadoria de Pagamento (CPG/SGP) comunica a alteração nos valores de cobrança da contribuição previdenciária (PSSS) dos servidores efetivos, inativos e pensionistas do quadro de pessoal do TRE, válida a partir de 1º de março deste ano. A mudança é reflexo da Reforma da Previdência (Emenda Constitucional nº 103/2019), que deu nova redação ao art. 149 na Constituição Federal, e da Portaria nº 2963/2020. Confira as alíquotas na tabela.

.........................................................................................................................................................................

Estão abertas inscrições para o curso “Gestão Estratégica, Governança e Indicadores”

Os gestores já podem se inscrever no CAT para o curso “Gestão Estratégica, Governança e Indicadores”. A primeira turma, destinada aos gestores da Secretaria Judiciária (SJU), Corregedoria (CRE) e Gabinetes de Juízes, começa no dia 16 de abril. Confira o cronograma:

• 1ª turma: 16 e 17 de abril - Gestores da SJU, CRE e Gabinetes de Juízes.

• 2ª turma: 22 e 23 de abril - Gestores da SGS, Acessibilidade e AESP, NSEIS.

• 3ª turma: 13 e 14 de maio - Gestores da Ouvidoria, CCS, EJE e CCI.

• 4ª turma: 20 e 21 de maio – Gestores da SGI, SOF e COJ.

• 5ª turma: 03 e 04 de junho – Gestores da STI, APRE, GPRE e GADG.

O objetivo da capacitação é auxiliar os gestores a coordenarem o processo de revisão dos indicadores estratégicos existentes, trabalhando conceitos ligados ao planejamento estratégico, à governança, à definição e utilização de indicadores e suas inter-relações. As aulas serão ministradas no Centro de Treinamento do TRE, no edifício Acaiaca, pelos servidores Flávio Caixeta e Breno Murari, da Coordenadoria de Gestão Estratégica (CGE).

.........................................................................................................................................................................

Escola cria novo Banco de Instrutores

Os servidores e magistrados que queiram atuar como instrutores internos ou externos da Escola Judiciária (EJEMG) precisam realizar o cadastramento prévio no novo Banco de Instrutores. Essa exigência vale inclusive para aqueles que já tenham atuado como instrutor e se cadastrado como formador da Escola.

Os interessados deverão preencher as informações solicitadas na página e anexar os documentos exigidos. Em caso de dúvida, abra chamado SOS para a Seção de Formação e Aperfeiçoamento em Matéria Administrativa e de Gestão (SEFAG/EJEMG).

.........................................................................................................................................................................