Gentil Guilherme de Faria e Souza - ex-presidente do TRE-MG
19/04/1961 – 27/11/1962

Gentil Guilherme de Faria e Souza

<< Voltar

Magistrado, nasceu em Manaus - AM, no dia 5 de agosto de 1902. Filho do Desembargador Francisco de Paula de Faria e Souza e Isabel de Faria e Souza.

Fez seus estudos iniciais na terra natal, transferindo-se, posteriormente, para Belo Horizonte. Diplomado pela Faculdade de Direito da Universidade de Minas Gerais em 1924, ocupou o cargo de Delegado de Polícia antes de ser nomeado Juiz Municipal de Rio Branco (atual Visconde do Rio Branco), em 26 de fevereiro de 1926. Promovido a Juiz de Direito, serviu, sucessivamente, nas comarcas de Abre Campo, Caratinga, Cataguases, Ponte Nova e Belo Horizonte, onde foi titular das 1ª e 3ª Varas Criminais. Em junho de 1953, obteve promoção a Desembargador do Tribunal de Justiça, cuja Presidência exerceu em 1969-1970. Foi, ainda, Presidente do Tribunal Regional Eleitoral no período 19 de abril de 1961 a 27 de novembro de 1962. Aposentou-se, por implemento de idade, em 29 de junho de 1972.

Ante as comendas, láureas e títulos recebidos, destacam-se o Grão-Colar da Inconfidência, a Medalha de Ouro Santos Dumont, o Colar do Mérito Judiciário, a Medalha Gilberto Porto da Academia de Polícia Civil de Minas Gerais, a Placa de Prata do Tribunal de Justiça Militar e a Medalha do Centenário da Comarca de Caratinga, cujo Fórum passou a denominar-se Fórum Desembargador Faria e Souza, pela Lei estadual n.º 2.727, de 24 de dezembro de 1962.

Faleceu em 1986.

 

Fontes:

  • Souza, Gentil Guilherme de Faria e. In: ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DE MINAS GERAIS. Dicionário biográfico de Minas Gerais: período republicano 1889-1991. Belo Horizonte: ALMG, 1994. v.2, p. 671.
  • DESEMBARGADOR Gentil Guilherme de Faria e Souza. Jurisprudência Mineira. Belo Horizonte: Tribunal de Justiça de Minas Gerais, v. 130, p. 103, fev. 1995.

Gestor Responsável: Assessoria de Cerimonial e Memória +