Eleições 2020: a dois meses do pleito, urnas eletrônicas já estão a caminho das zonas eleitorais

Envio dos equipamentos para os cartórios começou na segunda-feira (14)

Foto de um galpão onde aparecem dezenas de urnas sobre bancadas. Uma mulher trabalha próximo a u...

Uma megaoperação que enche de orgulho aqueles que estão envolvidos em um trabalho tão importante. As urnas eletrônicas, personagens essenciais na história da nossa democracia, já estão seguindo viagem para encontrar os eleitores mineiros no dia 15 de novembro.

Nessa segunda-feira (14), o TRE começou a enviar para os cartórios e postos de atendimento as urnas que serão utilizadas nos 853 municípios mineiros. Elas ficam armazenadas em um depósito do Tribunal na Região Metropolitana de Belo Horizonte, onde passam por manutenção e limpeza antes de cada eleição. Para o envio aos municípios, cada uma é embalada cuidadosamente em uma caixa própria.

Quinze funcionários estão se dedicando para organizá-las nos caminhões que farão o transporte. Entre eles, o Paulo Henrique dos Santos e o Vinícius Moraes, que sabem o tamanho da responsabilidade que têm nas mãos. Para o Paulo, “é muito importante o que eu estou fazendo, então, trabalho com mais responsabilidade na preparação das urnas, para que elas cheguem bem a cada local. E é uma adrenalina gostosa trabalhar com isso”. O sentimento do Vinícius é parecido: “Me sinto orgulhoso demais por cuidar das urnas e ajudar a distribuí-las para cada cidade”.

Os números impressionam. Nesta etapa, mais de 42 mil urnas estão sendo enviadas para 308 localidades, sendo 282 zonas eleitorais e 26 postos de atendimento. Ao todo, 96 caminhões percorrerão cerca de 70.000 km até meados de outubro para cumprir essa missão.

Quando chegam ao destino, as urnas eletrônicas são guardadas nas sedes dos cartórios, nos Fóruns do Tribunal de Justiça ou em batalhões da Polícia Militar. No final de outubro, começa a ser feita a carga das urnas, com a inserção dos dados de eleitores e candidatos. É depois desse processo que elas estarão prontas para receber os votos dos quase 16 milhões de eleitores mineiros para prefeito e vereador.

Além das urnas, a equipe da Coordenadoria de Controle Patrimonial (CCP) do TRE é responsável por organizar e enviar para as zonas eleitorais todo o material utilizado nas eleições, como canetas, cartazes e os cadernos de votação. Neste ano, a tarefa ganhou proporções ainda maiores, já que todos os cartórios e postos de atendimento receberão itens como álcool em gel, álcool líquido, máscaras e protetores faciais, para garantir a proteção de mesários e eleitores e minimizar os riscos de contaminação pelo novo coronavírus.

A logística está sendo bastante robusta, com um volume enorme de materiais. Mas o desafio empolga Rodrigo Melo, titular da CCP:  “Sinto muita emoção ao ver, durante o dia de votação, imagens das seções eleitorais. Fico orgulhoso em saber que fizemos parte desse processo e a sensação de dever cumprido é indescritível”.

 

Siga-nos no Twitter e no Instagram.

Curta nossa página no Facebook.

 

Últimas notícias postadas

Recentes