Escola Judiciária Eleitoral do TRE faz live sobre impacto do coronavírus nas candidaturas femininas

Evento ficará disponível no canal do Tribunal no YouTube no dia 07 de maio

Escola Judiciária Eleitoral do TRE faz live sobre impacto do coronavírus nas candidaturas femininas

No próximo dia 7 de maio (quinta-feira), às 17h, a Escola Judiciária Eleitoral do TRE  realizará o debate “Impactos da Covid-19 nas candidaturas femininas”. O evento, totalmente virtual, será transmitido ao vivo pelo canal do YouTube do Tribunal e terá a duração de uma hora. O objetivo é estimular a participação das mulheres no processo eleitoral por meio da conscientização de sua importância, municiando-as de informações essenciais para que elas tenham maior autonomia e segurança na condução de suas campanhas. Após a exibição, a gravação do debate ficará disponível no canal do Youtube.

O público alvo do debate é principalmente de mulheres interessadas em se candidatar aos cargos em disputa nas eleições municipais de 2020, além de juízes eleitorais e juízes-membros das Cortes Eleitorais, servidores da Justiça Eleitoral, membros do Ministério Público Eleitoral, eleitores, representantes de partidos políticos e demais interessados.

As debatedoras são Polianna Pereira dos Santos, mestra em Direito Político pela UFMG, especialista em Ciências Penais pela PUC/MG, Diretora Presidente da Associação Visibilidade Feminina, Membro Fundadora da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político – ABRADEP, professora de pós-graduação na PUC Minas, IDP e ILB e assessora do Ministro Luiz Edson Fachin no Tribunal Superior Eleitoral.

O evento também contará com a debatedora Paula Bernardelli, integrante da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político (ABRADEP), da Comissão Permanente de Estudos em Direito Político e Eleitoral do Instituto dos Advogados de São Paulo (IASP) e da Comissão de Direito Eleitoral da OAB/SP. Também é Coordenadora de Comunicação da Associação Visibilidade Feminina, pesquisadora do grupo de estudos “Neuromarketing e Psicometria Eleitoral” da Universidade Estadual do Rio de Janeiro e coordenadora da área de Direito Eleitoral e Político do escritório Rubens Naves Santos Jr Advogados.

A mediação será da servidora do Tribunal, Lara Marina Ferreira, mestre em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais, professora de Filosofia do Direito, Direito Constitucional e Direito Eleitoral na Faculdade Dom Helder Câmara. Professora na Pós Graduação em Direito Eleitoral na PUC-MG e integrante da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político – ABRADEP. Atualmente, Lara está lotada na Assessoria Jurídica de Juiz-Membro da Corte Eleitoral.

Siga-nos no Twitter e no Instagram.
Curta nossa página no Facebook

Últimas notícias postadas

Recentes