Todos os municípios mineiros passam a ter atendimento biométrico

Com o início da biometria em mais 56 cidades em 6 de março, atendimento biométrico chega a todas as cidades do estado

Imagem ilustrativa de coleta de digitais.

Nesta terça-feira (6), o atendimento biométrico chegará a mais 56 cidades – dentre elas, Patos de Minas, com o maior eleitorado (109.544 eleitores) -, completando 100% do estado com biometria.

Com isso, Minas terá 769 cidades com biometria não obrigatória, incluindo Belo Horizonte. Com biometria obrigatória nas próximas eleições, serão 84 municípios, dentre eles os quatro que concluíram o recadastramento biométrico em 9 de fevereiro (Betim, Contagem, Uberaba e Uberlândia). Atualmente, 3.841.074 eleitores em Minas possuem os dados biométricos cadastrados, o que representa cerca de 25% do total de eleitores do estado.

Em todas as 56 cidades que iniciam a biometria agora, o procedimento não é obrigatório. Isso significa que só precisam comparecer aos cartórios ou postos de atendimento aqueles eleitores que quiserem votar em 2018 por meio da identificação biométrica de seus dados. De qualquer forma, quem precisar tirar o título de eleitor, fazer a transferência, a atualização dos dados ou a regularização do título será atendido com a coleta dos dados biométricos. Os eleitores têm até o dia 9 de maio para buscar esses serviços da Justiça Eleitoral, já que depois desta data o cadastro de eleitores fecha e só reabre após as eleições, em novembro.

Para fazer a biometria, o eleitor deve levar ao cartório ou posto de atendimento um documento de identificação oficial, um comprovante de residência e o título, se tiver. Para tirar o primeiro título, além desses documentos, o futuro eleitor do sexo masculino deve também levar o comprovante de quitação com o serviço militar obrigatório.

Confira o histórico da biometria em Minas

Siga-nos no Twitter e no Instagram.

Curta nossa página no Facebook.

Últimas notícias postadas

Recentes